BIÓPSIA DE PELE

 

Biopsia de pele,biopsia,como fazer biopsia,o que é biopsia,fotos biopsia,video biopsia,onde fazer biopsia,fotos biopsia,o que é, como é feita, para que serve,onde fazer,fotos

 

A biópsia de pele pode ser executada com relativa simplicidade e é um passo importante na investigação da doença em foco. Realizada com destreza, pode confirmar um diagnóstico clínico, remover lesões cosmeticamente desagradáveis e definir tratamento para um número enorme de condições.
Para que o patologista receba uma lâmina em boas condições de análise é essencial que o médico saiba selecionar as lesões, colher e enviar o material para o laboratório de anatomia patológica.

Técnicas de biópsias:

O conhecimento da histopatologia dos vários tipos de lesões de pele faz com que o cirurgião escolha a melhor técnica para cada situação e decida se vai retirar toda a lesão (biópsia excisional) ou apenas parte (biópsia incisional), para isto, o cirurgião dispõe de vários métodos e instrumentos: curetagem, shaving, punch, bisturi ou tesoura.

Curetagem:
A cureta é um instrumento de terapêutica e não propriamente de biópsia, pois não fornece condições de avaliar se a lesão foi completamente removida e a fragmentação do material pode alterar completamente a arquitetura da lesão, porém, sempre é conveniente enviar o material para patologia, pois alguns tumores malignos e benignos podem ser facilmente diagnosticados com este material.
As lesões névicas não devem ser tratadas por este método.

Shaving e Tesoura:
As modificações esperadas devem ser restritas à epiderme e derme superficial. Locais onde há espessamento normal da camada córnea podem dificultar a obtenção de material para análise. Estes métodos também não são adequados para biópsias de pele inflamatória e de lesões suspeitas de melanoma.

As lesões pedunculadas (nevos, pólipos fibro-epiteliais, etc) são as melhores indicações para estes métodos. Estas técnicas permitem excelentes resultados estéticos sem prejuízos para avaliação histopatológica.

Punch:
A biópsia por punch fornece com freqüência excelentes amostras. Foi um grande avanço, pois proporcionou um meio fácil de fazer biópsias de pele para diagnóstico ou tratamento.
A técnica consiste em movimentos de rotação e pressão vertical para que o instrumento atinja a profundidade desejada. Para obter uma ferida elíptica que permitirá uma sutura mais fácil e estética recomenda-se estirar a pele no sentido perpendicular as linhas de langer e introduzir o punch. O punch é circular e fabricado em diâmetros que variam de 1 mm a 1 cm e já estão disponíveis em materiais descartáveis.
Punch de 3 mm ou mais podem ser empregados para retirada completa de lesões (biópsia excisional). Para evitar cicatrizes inconvenientes em áreas como face utiliza-se punch de 2 mm.

Bisturi:
É o método mais utilizado para excisão e perdeu espaço na biópsia incisional diagnóstica para a praticidade do punch.
A biópsia com bisturi deve ser elíptica e profunda o bastante para obter todas as camadas da epiderme. É importante também que o maior eixo da elipse siga as linhas de força (Langer). Os pontos devem apenas aproximar as bordas e não exercer tensão demasiada. É o melhor método para retirada de lesões pigmentadas e biópsias de lesões bolhosas, circinadas e suspeitas de hanseníase e paniculites.

 

IMPORTANTE

  • Procure o seu dermatologista para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios

 

 

FOTOS BIOPSIA DE PELE

                     PUNCH

Tópico: BIÓPSIA DE PELE

Biopsia de mãos

Data: 10/06/2014 | De: ADRIANA OLIVEIRA

to tendo uma alergia nas mãos,qndo estou trabalhando,fiz um teste de contato,porem não encontrei ainda o que tá causando essa alérgia...qria saber onde fazer essa biopsia e valor no Rio de janeiro,se tiver na baixada fluminense melhor

biopsia das maos

Data: 17/10/2013 | De: maria elisa do nascimento

tenho uma alergia muito forte nas maos .e a medica mim perdiu uma biopsia

papiloma escamosa na vulva

Data: 07/08/2013 | De: michele

fiz uma boipicia e o resutado foi sugestivo de papiloma escamosa nõa sei com agir

Ardor e contração nos lábios e na língua.

Data: 12/03/2013 | De: Raimunda Almeida de Carvalho

Quero saber onde posso encontrar um tratamento para esse meu problema. Sinto muito ardor na área interna da boca, já faz quase 3 anos. Tenho dormência também na língua e lábios. Está se formando uma fissura no canto da boca que incomoda muito quando tendo abrir a a boca. Imaginei já de tudo, herpes, fungos e até hanseníase. Moro em Brasília. Tenho urgência, estou muito deprimida por conta desse problema. Muito obrigada. raimunda.acarvalho@terra.como.br

Novo comentário